Os Créditos para os Textos Seleccionados, a partir de Obras adquiridas, pertencem INTEGRALMENTE ao(à) seu(sua) Autor(a) ou Descendentes e Herdeiros e respectiva Editora. Os textos que não possuam a referência do Livro de origem, foram-nos enviados por amigos ou por pesquisas na net, pelo que, se alguma Entidade ou Indíviduo, considerar que estarmos a violar os seus direitos, por favor contacte-nos, e o(s) texto(s) serão prontamente retirados, assumindo que a queixa seja devidamente fundamentada.

quinta-feira, 12 de março de 2009

Indiferença

INDIFERENÇA


O frio
que se segue à paixão
é somente triste.
Entre branco
e cinza,
vagamente existe
uma corrente de ar,
porta
que range,
aranha estremecida,
velha moldura
enforcada
em seu ofício.
Meras lucubrações
sobre o desconforto
que os solares arruinados
me causam
em pleno estio,
ausentes
o amor
a paixão
e o cio.

Joaquina Soares (Corpo de Palavras)



Joaquina Soares é Directora do Museu de Arqueologia e Etnografia de Setúbal, tendo desenvolvido intensa actividade arqueológica no Sul de Portugal.Tendo vasta obra publicada no campo da arqueologia, “Corpo de Palavras” é, no entanto, o seu primeiro livro de poesia, área onde apenas tinha publicado poemas dispersos.

1 comentário:

Ana disse...

Gostei muito deste belo poema, com palavras simples, mas autêntico.
Parabéns à autora!
Portem-se bem "lá no Camelo" acho que foi isso que li que o nosso amigo escreveu e muito sucesso para ti na exposição fotográfica (foi ele que me disse).
Beijinhos grandes,
Ana Paula