Os Créditos para os Textos Seleccionados, a partir de Obras adquiridas, pertencem INTEGRALMENTE ao(à) seu(sua) Autor(a) ou Descendentes e Herdeiros e respectiva Editora. Os textos que não possuam a referência do Livro de origem, foram-nos enviados por amigos ou por pesquisas na net, pelo que, se alguma Entidade ou Indíviduo, considerar que estarmos a violar os seus direitos, por favor contacte-nos, e o(s) texto(s) serão prontamente retirados, assumindo que a queixa seja devidamente fundamentada.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Amor Inseguro

AMOR INSEGURO

Se eu pudesse um dia
Atirar-me nos teus braços,
E com os meus dedos,
Descrever as linhas do teu corpo;

Se eu pudesse um dia,
Recuperar os meus fracassos,
Reconstruir e reafirmar o desejo,
De te sentir junto ao coração;

Se eu pudesse um dia,
Discretamente seguir os teus passos,
E, em segredo, falando baixinho,
Transmitir o amor que sinto por ti;

Se eu pudesse um dia,
Gloriar-te com abraços,
E beijar-te indeterminadamente,
Por entre as nossas vidas.

Tu foste a flor dos meus sonhos,
Foste o insecto que me picou,
Foste a estrela que me iluminou,
Nesta aventura sem tamanho.

Fernando Reis (Pensamentos Fragmentados)


Fernando Manuel Ruas dos Reis nasceu no concelho de Santiago do Cacém em Maio de 1963, mas é em Montemor-o-Novo, para onde veio com apenas quatro anos de idade, que tem passado toda a sua vida.
A sua vida de trabalho iniciou-se logo após a conclusão do 9º ano de escolaridade, tendo passado por várias profissões, que vão de trabalhador agrícola a operário da construção civil, e de proprietário de restauração a fiscal de obras; actualmente é funcionário administrativo da Câmara Municipal.
Com toda a sua experiência de vida, casado e pai de três filhos, arranja ainda motivação para, depois de editar o seu primeiro livro de poesia (Retalhos de um pensamento) em 2005, voltar à escola para fazer o 12º ano, que já concluiu.
O seu segundo livro de poemas, editado pela Minerva em Fevereiro de2010 (Pensamentos Fragmentados) foi escrito principalmente durante esse período de escola.

1 comentário:

Ana Paula disse...

Belíssimo poema muito romantico de um amor inseguro mas bonito!
Parabéns ao autor e o desejo de muito sucesso!
Beijinhos grandes,
Ana Paula