Os Créditos para os Textos Seleccionados, a partir de Obras adquiridas, pertencem INTEGRALMENTE ao(à) seu(sua) Autor(a) ou Descendentes e Herdeiros e respectiva Editora. Os textos que não possuam a referência do Livro de origem, foram-nos enviados por amigos ou por pesquisas na net, pelo que, se alguma Entidade ou Indíviduo, considerar que estarmos a violar os seus direitos, por favor contacte-nos, e o(s) texto(s) serão prontamente retirados, assumindo que a queixa seja devidamente fundamentada.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Um mundo

UM MUNDO…

Basta de gestos falsos
Viperinas palavras
De sentimentos gastos.
Olhem aquela nuvem…
É lá que eu vivo
Tendo o céu como oceano
Barcos tenho-os sem conta
Nas estrelas a brilhar.
Não quero o vosso mundo
Mundo de andar de gatas.
Fora mitos inúteis
Nas ideias estropiadas.
Invejam-me?!
Eu sei
Porque vivo no painel
Que vou levar à exposição.

Maria Helena (Apenas um malmequer)


Maria Helena Varela Livreiro Viçoso Freire é uma Alentejana, de Évora, que depois de ter vivido por várias terras do continente português, acabou por vir residir para Setúbal.
O seu gosto pela poesia vem desde cedo, tendo começado a publicar as suas prosas poéticas logo no jornal da Universidade que frequentou. Depois foi tendo os seus trabalhos publicados nos jornais de Évora, de Grândola, no “ A Capital” e no 2º Distrito de Setúbal”. Participou em vários jogos florais, e em 2006 publicou o seu primeiro livro de poesia “Apenas um malmequer”.

2 comentários:

Ana disse...

O livro "Apenas um malmequer" deve ser muito bonito a avaliar por este simples, directo, e muito belo poema. Vê-se que é escrito por alguém muito inteligente e que não necessita de aplicar palavras elaboradas para transmitir o que pensa.
Adorei!
Beijinhos grandes e aproveita estes dias lindos!:-)
Ana Paula

mariabesuga disse...

Palavras desfolhadas dentro de um mundo mágico de sentidos...

Alentejana longe escrevendo poemas luz...

Abraço, José, de uma alentejana de Lavre. Longe também...